O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Greves e manifestações em um mundo de extremos



Quando vejo ou ouço alguém escrever ou dizer:

"Precisamos quebrar mais um banco"...
OU
"Revolução precisa ter sangue"...
OU
"Toda mudança precisa de revolução"...
OU
QUALQUER COISA DO GÊNERO, só fico olhando para o horizonte. HELLO.

PS: De que século seriam essas pessoas? Alimentam-se e bebem o que?


Ingênuos ou manipulados. Infelizmente. Ou românticos utópicos. Existem muitos. E fico triste por isso. Porque existe ainda a crença que isso que vemos nas ruas, seja articulado pela extrema direita ou extrema esquerda, resolve. O que resolve é a conversa. A discussão. E é claro, o voto.

Não somos um povo maduro para sair às ruas. Sob hipótese alguma, enquanto existirem as polaridades extremistas. Então, paralisação ou greve ou caminhada política, NO WAY.  


E não tenho a menor dúvida sobre a motivação (motivo para agir) da greve dos últimos tempos. Triste. NO MANADA PEOPLE. Por um mundo com menos comportamento de MANADA. Xô, extremos.


E quanto ao autoritarismo? Ele pode ser visto de várias formas. PENSE MAIS. Talvez aqueles que mais o criticam, sejam os que mais uso dele, façam.

Na visão da média (que é o maior número de pessoas), a solução para o não apoio a um extremo, é apoiar o outro extremo. É só parar para pensar na polaridade extremista que estamos vivendo. Não faça isso. Os extremos são irracionais. Observe mais. PENSE MAIS. Porque todo extremo é desprovido de massa encefálica. Triste enxergar isso. Estado de guerra. Não entendo quem defende esses dias de luta, dias de guerra, como "manifestação". Triste. Depredar. Queimar. Atrasar. Prejudicar. Verbos do mal.


Você que faz greve e considera quem não faz um "acomodado ou alienado", pense mais. Você que faz greve e não respeita o direito de ir e vir de outros, pense mais. Simplesmente, PENSE MAIS. Só um pouco mais.

Nenhum comentário:

EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email