O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Mundo alienante, processo civilizatório e banalização do trágico


Ok. O fone de ouvido pode ser tudo de bom. Mas que proporciona alienação espacial, proporciona.


Então, menos. Bem menos. E mais atenção ao tempo e às pessoas presentes. It's Rock and Roll, man!


O que nos separa dos homens das cavernas, é o processo civilizatório. Por isso, para viver em sociedade, embora tenhamos que manter nossa essência, a adaptação é necessária para que possamos conviver. Como pessoas.

Um mundo com muita Gente Dolly. Dolly e Dolly e Dolly. Teletubs.


DESCONHEÇO. A expressão mais covarde (ou uma delas), que alguém pode dizer. Dita quando alguém sabe que está mentindo para favorecer o lado errado.


Caráter não tem idade. Nem tudo depende do tempo. Mas sim de uma atitude. Realmente. Cada vez mais, digo que o ser humano precisa ser estudado. Pela NASA. E outros.


É a banalização do trágico pela sobrevivência da sanidade. Em tudo. Inclusive na violência. Praticamente todos os dias, leio um post de conhecido ou amigo nas redes sociais, que relata ter sido assaltado. E normalmente diz: "Não se preocupem, fui APENAS (ou SÓ) assaltado". Oi??? BANALIZAÇÃO DO TRÁGICO.

Nenhum comentário:

EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email